O portal Psicologia em Debate é elaborado e mantido por Siegfried Jorge Wehr, Doutor em Psicologia, e aborda temas relativos a relações afetivas, carreira, trabalho e stress. Sieg, como gosta de ser chamado, é psicólogo há mais de 20 anos. Leia mais...

 

              
Home Artigos 8. AUTO-ATUALIZAÇÃO E EXPERIÊNCIAS CULMINANTES Qua, 14 de Novembro de 2018
8. AUTO-ATUALIZAÇÃO E EXPERIÊNCIAS CULMINANTES PDF Imprimir E-mail



Experiências culminantes e/ou místicas são vivências que podem levar à transformação da consciência, à mudanças nos valores que nos orientam no dia-a-dia. Essas vivências costumam vir acompanhadas de perda da noção de tempo e espaço, superação ou suspensão dos limites do eu, consciência de que algo importante está acontecendo e tendem a deixar como sequela a mudança na maneira de encarar a vida. Há muitos exemplos na literatura deste tipo de vivência. 

Nos últimos anos muita pesquisa foi realizadas neste campo. A grande guerra e, em especial, o movimento hippie dos anos 60 propiciaram o acesso às tradições orientais e uma busca maior pela espiritualidade. O Jornal Folha de São Paulo noticiou de uma pesquisa realizada nos Eua sobre o custo da felicidade. O único fator mais forte que o dinheiro foi justamente a religiosidade. 

Isto pode apontar para o fato de necessitarmos encontrar um sentido para o nosso existir. Maslow afirmava que pessoas com experiências culminantes ou místicas eram diferentes daquelas que apresentavam apenas as outras características auto-realizadoras. Estas são por ele descritas como uma vivência profunda de sentido, milagre e êxtase. Muitas destas experiências podem ser encontradas em pessoas que passaram pela vivência de quase-morte, uma cirurgia, uma grande emoção como a maternidade e a paternidade e assim por diante. Não são necessariamente religiosas. São experiências de profundo envolvimento com a vida e mesmo o universo.

Em sua obra, Maslow enfatizou que estes momentos de profundo enlevo espiritual são manifestações pontuais de auto-atualização. Elas podem acontecer com certa frequência, mas não são garantia de estabilidade num estilo de vida auto-realizador. Maslow foi sábio ao afirmar isto pois as questões referentes aos grupos de necessidades anteriores precisam estar resolvidos. A não resolução geralmente implica na deformação da compreensão da própria vivência. 

A compreensão destas vivências dependem sempre da pessoa que a vivencia. Geralmente a pessoa faz uma leitura partindo de um sistema conhecido, circular e muitas vezes estagnado. A vivência neste caso leva ao reforço das crenças da pessoa. Uma pessoa num nível de consciência mágica ou mítica não conseguirá ver nexos além de uma explicação mágica ou mítica. 

O que queremos reforçar aqui é a necessidade de abertura, como em quase tudo na vida, para a grandeza da experiência e a consequente tentativa de compreensão para além do sistema em que a pessoa está inserida. Caso contrário, o sujeito, depois da vivência, acaba entrando numa cruzada de mudança do mundo buscando a conversão de cada pessoa que não pensa como ele. E, muitas vezes, o fato de não pensar como ele é já um sinal de sua danação, de sua condenação. Condenação não por parte do Pai Eterno, mas destas pessoas que, por uma leitura equivocada, acreditam que esta é a sua missão. 

Não se dá água a quem tem sede de beber, mas entucha-se o outro, não sei bem de que (água é que não é) até este se afogar ou sair correndo como forma de defesa da própria vida. O que deveria nos levar a apreciar mais o humano nos leva exatamente para o polo oposto, a extigui-lo. A não compreensão, a manutenção como algo separado, portanto, a não integração da experiência na vida da pessoa provoca outras exclusões.

Qualquer experiência faz sentido se integrada à nossa vida, à nossa compreensão, gerando muitas vezes, a necessidade de criar novas categorias de compreensão. Primeiro vivenciamos, depois compreendemos. Assim como uma criança compreende o mundo a seu modo, cada um de nós compreende as "coisas" que nos acontecem segundo o seu desenvolvimento, segundo a sua cultura, segundo a sua ideologia, segundo o sistema em que vive. Assim, muitos vivenciam certas experiências com bastante emoção e pouca compreensão, correndo o risco de projetar nos outros a ferida que carregam dentro. 

As vivências culminantes que são integradas, compreendidas, levam à abertura, à inclusão, à humanidade. Lembro de uma fala de Desmond Tuto, bispo Sulafricano, onde ele interpretava uma passagem bíblica: "Deus chama cada um a si mesmo. Chama a todos, dizia ele, chama para si tanto Bin Laden como Bush" e assim por diante. Quem somos nós para dizer algo em contrário? 

Experiências culminantes fazem parte do desenvolvimento humano, como dizia Maslow, podem despertar o que nós humanos temos de melhor. A jornada de cada pessoa é única, é uma trajetória que se desdobra no próprio processo de desenvolvimento de forma a acrescentar mais vida, mais responsabilidade, mais liberdade, mais sentido para a própria pessoa como para as pessoas com quem convive. 

Tenho plena consciência da limitação de minha exposição neste texto. Aos poucos poderei abrir melhor o assunto com algumas sinalizações que poderão ser úteis na sua caminhada. 



 

Add comment


Security code
Refresh

Your are currently browsing this site with Internet Explorer 6 (IE6).

Your current web browser must be updated to version 7 of Internet Explorer (IE7) to take advantage of all of template's capabilities.

Why should I upgrade to Internet Explorer 7? Microsoft has redesigned Internet Explorer from the ground up, with better security, new capabilities, and a whole new interface. Many changes resulted from the feedback of millions of users who tested prerelease versions of the new browser. The most compelling reason to upgrade is the improved security. The Internet of today is not the Internet of five years ago. There are dangers that simply didn't exist back in 2001, when Internet Explorer 6 was released to the world. Internet Explorer 7 makes surfing the web fundamentally safer by offering greater protection against viruses, spyware, and other online risks.

Get free downloads for Internet Explorer 7, including recommended updates as they become available. To download Internet Explorer 7 in the language of your choice, please visit the Internet Explorer 7 worldwide page.

Secured by Siteground Web Hosting